quinta-feira, 3 de abril de 2014

É Preciso saber viver!

Sequenciada “Saber Viver”
Visa a reflexão dos alunos sobre suas próprias vidas, seus valores, fazendo-os refletir sobre suas condutas, também a elaboração consciente de regras e combinados da sala. O a seuir foi desenvolvido pelas professoras: Cida Neves,Cátia Silva, Kátia Caruso e Sandra Maciel com os alunos do 4° ano

 1-Início: poema de Cora Coralina


SABER VIVER

Não sei... Se a vida é curta
Ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada do que vivemos
Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas

Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita.
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo.
É o que dá sentido a vida.
É o que faz com que ela
Não seja nem curta,
Nem longa demais,
Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura... Enquanto dura.

Cora Coralina



Proposta: despertar nos alunos primeiramente a questão “saber viver”: para saber algo precisamos aprender; denota que precisamos aprender a viver, não basta apenas viver. E como é isto?
Será que temos como aprender?
 Leitura feita pelo professor de cada verso do poema, procurando o sentido de cada palavra, buscando discutir o sentido de cada expressão.(diversas vezes)
Pequeno texto coletivo, resumindo o que é saber viver, segundo Cora Coralina.

2-: música nas versões de Roberto Carlos e Titãs



É preciso saber viver

Roberto Carlos

Composição: Erasmo Carlos/ Roberto Carlos


Quem espera que a vida
Seja feita  de ilusão
Pode até ficar maluco
Ou viver na solidão
É preciso ter cuidado
Pra mais tarde não sofrer
É preciso saber viver...

Toda pedra no caminho
 Você pode retirar
Numa flor que tem espinhos
Você pode se arranhar
Se o bem e o mal existem
Você pode escolher 
É preciso saber viver...

É preciso saber viver!
É preciso saber viver!
É preciso saber viver!
Saber viver!...






Propostas:
1-Ler e discutir cada frase da música,buscando o sentido com respostas dos alunos fazendo-os refletir sobre o que é ilusão, que cuidados devemos tomar para mais tarde não sofrer, que pedras podem estar no caminho, o que é escolher entre o bem e o mal, trazendo sempre que possível para a realidade da atual sociedade, buscando exemplos que possam ilustrar o pensamento, seja na família ou na sociedade, meio artístico, reportagens, etc.
2- Pequeno texto coletivo resumindo o que é saber viver segundo Roberto Carlos.

2ª parte: É preciso saber conviver...
Elaboração de regras e combinados
Propostas:
1-    Discutir o sentido da palavra “conviver” (viver com)
2-    Falar do dois primeiros  grupos das nossas vidas ( família e escola)
3-    Discutir a diferença entre regras e combinados
4-    Registrar no caderno 1 regra e 1 combinado da sociedade, de casa e da escola (aqui é importante falar de leis que regem a sociedade e sua importância, estatuto do idoso,da criança, por que foi necessário a criação desses estatutos... etc.)
5-    Registrar as regras e os combinados da sala (coletivo)
6-    Elaborar uma lista com 5 ou 10 atitudes simples para conviver de bem com os grupos
7-    Elaborar cartazes com direitos e responsabilidades das crianças.
8-    Poema Diversidade de Tatiana belinky

Diversidade


Um é feioso,
Outro é bonito
Um é certinho
Outro, esquisito
Um é magrelo
Outro é e gordinho
Um é castanho
Outro é ruivinho
Um é tranqüilo
Outro é nervoso
Um é birrento
Outro dengoso
Um é ligeiro
Outro é mais lento
Um é branquelo
Outro sardento
Um é preguiçoso
Outro ,animado
Um é falante
Outro é calado
Um é molenga
Outro forçudo
Um é gaiato
Outro é sisudo
Um é moroso
Outro esperto
Um é fechado
Outro é aberto
Um carrancudo
Outro ,tristonho
Um divertido
Outro, enfadonho
Um é enfezado
Outro é pacato
Um é briguento
Outro é cordato
De pele clara
De pele escura
Um ,fala branda
O outro, dura
Olho redondo
Olho puxado
Nariz pontudo
Ou arrebitado
Cabelo crespo
Cabelo liso
Dente de leite
Dente de siso
Um é menino
Outro é menina
(Pode ser grande ou pequenina)
Um é bem jovem
Outro, de idade
Nada é defeito
Nem qualidade
Tudo é humano,
Bem diferente
Assim, assado todos são gente
Cada um na sua
E não faz mal
Di-ver-si-da-de
É que é legal
Vamos, venhamos
Isto é um fato:
Tudo igualzinho
Ai ,como é chato!


Tatiana Belinky

Propostas:
1-Listar características físicas e não físicas
2- fazer jogral

3ª parte: Para não se arrepender...
Música: Epitáfio - Titãs


Epitáfio
Devia ter amado mais
Ter chorado mais
Ter visto o sol nascer
Devia ter arriscado mais
E até errado mais
Ter feito o que eu queria fazer
Queria ter aceitado
As pessoas como elas são
Cada um sabe a alegria
E a dor que traz no coração
O acaso vai me proteger

Enquanto eu andar distraído
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar
Devia ter complicado menos
Trabalhado menos
Ter visto o sol se pôr
Devia ter me importado menos
Com problemas pequenos
Ter morrido de amor
Queria ter aceitado
A vida como ela é
A cada um cabe alegrias
E a tristeza que vier
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar distraído
O acaso vai me proteger
Enquanto eu andar
Devia ter complicado menos
Trabalhado menos

Ter visto o sol se pôr

Titãs



Propostas;
1-    Discutir o que é epitáfio e o que os autores da música quiseram dizer com esta letra?
2-    Discutir em que tempo estão os verbos e por quê?
3-    Fazer paródia da música (coletivo)
Final: Celebração da vida
Discutir valores e a importância da vida
1-Música: O que o que é?


O Que É O Que É?
Gonzaguinha
Eu fico com a pureza
 Da resposta das crianças
 É a vida, é bonita
 E é bonita
Viver
 E não ter a vergonha
 De ser feliz
 Cantar e cantar e cantar
 A beleza de ser
 Um eterno aprendiz
Ah meu Deus!
 Eu sei, eu sei
 Que a vida devia ser
 Bem melhor e será
 Mas isso não impede
 Que eu repita
 É bonita, é bonita
 E é bonita
Viver
 E não ter a vergonha
 De ser feliz
 Cantar e cantar e cantar
 A beleza de ser
 Um eterno aprendiz
Ah meu Deus!
 Eu sei, eu sei
 Que a vida devia ser
 Bem melhor e será
 Mas isso não impede
 Que eu repita
 É bonita, é bonita
 E é bonita
E a vida
 E a vida o que é?
 Diga lá, meu irmão
 Ela é a batida de um coração
 Ela é uma doce ilusão
 Hê! Hô!
E a vida
 Ela é maravilha ou é sofrimento?
 Ela é alegria ou lamento?
 O que é? O que é?
 Meu irmão

Há quem fale
 Que a vida da gente
 É um nada no mundo
 É uma gota, é um tempo
 Que nem dá um segundo
Há quem fale
 Que é um divino
 Mistério profundo
 É o sopro do criador
 Numa atitude repleta de amor
Você diz que é luta e prazer
 Ele diz que a vida é viver
 Ela diz que melhor é morrer
 Pois amada não é
 E o verbo é sofrer
Eu só sei que confio na moça
 E na moça eu ponho a força da fé
 Somos nós que fazemos a vida
 Como der, ou puder, ou quiser
Sempre desejada
 Por mais que esteja errada
 Ninguém quer a morte
 Só saúde e sorte
E a pergunta roda
 E a cabeça agita
 Eu fico com a pureza
 Da resposta das crianças
 É a vida, é bonita
 E é bonita
Viver
 E não ter a vergonha
 De ser feliz
 Cantar e cantar e cantar
 A beleza de ser
 Um eterno aprendiz
Ah meu Deus!
 Eu sei, eu sei
 Que a vida devia ser
 Bem melhor e será
 Mas isso não impede
 Que eu repita
 É bonita, é bonita
 E é bonita




Propostas:
1-      Ler e cantar a música, buscando a alegria da letra
2-      Pequena produção de texto individual  sobre o tema vida (sugestão: E a vida o queé?)
3-      Fazer mural com o título “ E eu fico com as respostas da pureza das crianças...”

2-Poema: Duas dúzias de coisinhas à toa que deixam a gente feliz de Otávio Roth

Duas dúzias de coisinhas à-toa que deixam a gente feliz
                                                                                                         Otávio Roth
   Passarinho na janela, pijama de flanela, brigadeiro na panela.
   Gato andando no telhado, cheirinho de mato molhado, disco antigo sem chiado.
   Pão quentinho de manhã, dropes de hortelã, grito de Tarzan.
   Tirar a sorte no osso, jogar pedrinha no poço, um cachecol no pescoço.
   Papagaio que conversa, pisar em tapete persa, eu te amo e vice-versa.
   Vaga-lume aceso na mão, dias quentes de verão, descer pelo corrimão.
   Almoço de domingo, revoada de flamingo, herói que fuma cachimbo.
   Anãozinho de jardim, lacinho de cetim, terminar o livro assim.
Proposta:
1-    Lista de 10 coisinhas à toa que deixam cada um feliz (individual)
2-    Texto coletivo: Uma dúzia de coisinhas à toa que nos deixam felizes ( rima de três em três)


terça-feira, 1 de abril de 2014

Pesquisando, conhecendo construindo.

Os alunos dos 4°anos estão trabalhando conceitos relacionados as seguintes áreas do conhecimento: Geografia, História e Ciências. Para sintetizar o início deste trabalho os alunos utilizaram o Tux Paint. Apreciem agora suas observações.


Mariana e Ingryd